Esperança Francisco Mazive
sendo congratulada pela Alta-Comissária do Canadá para Moçambique, Sara Nicholls

Em Março último, contámos como um membro do comité da juventude de Murrure, Esperança Francisco Mazive, de 24 anos, foi nomeada Embaixadora do Canadá por um Dia pelo Alto Comissariado do Canadá em Moçambique (veja toda a história aqui).  Em Maio de 2024, a Alta-Comissária do Canadá para Moçambique, Sara Nicholls, viajou para Murrure, no distrito de Vilankulo, para se encontrar com Esperança, sua família e a comunidade para celebrar o trabalho De Esperança Mazive. Esperança é uma activista comunitária que trabalha em matérias de direitos das mulheres, tendo como foco principal o aumento dos direitos sexuais e reprodutivos, a prevenção de uniões prematuras e a redução da violência baseada no género. Ela é membro e vice-presidente do comité juvenil de Murrure.

A Alta-Comissária Nicholls com grande entusiamo apresentou a Esperança na reunião comunitária como “nossa líder” e teceu elogios sobre o importante trabalho que a Esperança tem levado a cabo de modo a fazer mudanças críticas que possam levar à uma substancial igualdade de género na comunidade.

Esperança tecendo suas considerações

Nas suas considerações, Esperança compartilhou uma história para mostrar como ela mudou depois de trabalhar com o projecto e com o comité de jovens.

Há cerca de um mês, houve um apelo em voluntários para ajudarem a limpar o capim que já era alto ao longo da estrada que leva à Vilankulo, e que representava um perigo no tráfego tanto para os carros e como os peões. Ofereci-me a ajudar, mas o meu pai disse-me que eu não deveria ir. Ele disse que era perigoso e, para além disso, não era trabalho de mulher. Costumo ouvir o que o meu pai me diz e não tive a intenção de desautorizá-lo, mas neste caso, eu disse a ele que não existia tal coisa como trabalho de mulher e trabalho de homem. Então juntei-me à brigada.

Esperança e a sua família em Murrure

Também estiveram presentes na cerimónia os gestores do projecto, Ruta Massinguine e Horácio Mandevo. Ruta é a coordenadora do projecto para o trabalho comunitário e liderou o processo de criação dos comités de jovens. “Ver a Esperança receber o seu reconhecimento foi muito comovente”, disse Ruta, “e um testemunho sobre o potencial de mudança quando as mulheres jovens são encorajadas a participar e a contribuir nos processos comunitários.”

 O Director do Projecto pela parte moçambicana, Horácio Mandevo, concordou, dizendo quão importante é, para o projecto apoiar os direitos e o empoderamento das mulheres. Expressou também o seu apreço à Alta-Comissária pela iniciativa do Embaixador por um Dia e pela sua visita à Vilankulo.

Cerca de uma semana após a visita à Vilankulo, Esperança foi para Maputo para passar um dia acompanhando a Sara Nicholls no seu trabalho, e como “Embaixadora por um Dia”. Em Maputo, Esperança teve encontro com outros jovens que viajaram das suas províncias para Maputo e estabeleceu ligações com jovens moçambicanos que partilham ideias similares.

O nosso projecto está orgulhoso da Esperança e da iniciativa Embaixador por um Dia. Estas visitas constituem um lembrete ideal do compromisso do Canadá no desenvolvimento das mulheres, raparigas e comunidades, para construir um futuro melhor para as mulheres, raparigas e comunidades.