Jessie Forsyth, Directora do Projecto Saúde Materna Moçambique-Canadá

Num momento tão incerto a nível global, com tantas comunidades a enfrentar desafios sem precedentes durante a pandemia da COVID-19, o Projecto Saúde Materna Moçambique-Canadá orgulha-se de informar que uma área-chave da programação continua a progredir bem: a construção de maternidades rurais e de casas de espera para mulheres grávidas.

Durante os meses de Fevereiro e Março, à medida que o novo coronavírus ganhou ímpeto fora de Moçambique, a equipa do projecto trabalhou arduamente para assegurar que todos os projectos de construção iniciassem e prosseguissem como planificado. Entre eles, 4 novas maternidades, 3 novas casas de espera para mulheres grávidas e 1 berçário renovado. No fim da construção, cada um dos nossos 5 distritos alvo – Zavala, Homoine, Morrumbene, Massinga e Vilankulo – irá usufruir de novas infra-estruturas de saúde em comunidades rurais carenciadas. 

A construção da maternidade em Tevele, Moçambique

Um dos projectos de construção que está a avançar muito bem, e que tem um significado especial para o nosso Projecto, é a maternidade na nossa comunidade parceira de longa data de Tevele, Massinga. Os membros da comunidade que participam no comité de saúde de Tevele têm vindo a trabalhar em parceria com a Universidade de Saskatchewan há mais de 15 anos, construindo uma comunidade mais saudável através da consideração de uma série de determinantes de saúde. Durante o mesmo período, eles têm trabalhado com os estudantes e professores do Centro de Formação em Saúde de Massinga em processos de aprendizagem mútua em torno de questões de saúde e género. Muitos estudantes de medicina, enfermagem e ciências da saúde da Universidade de Saskatchewan têm também colaborado com a comunidade de Tevele ao longo dos anos, tendo cada um contribuído para a contínua solidariedade das parcerias globais em saúde entre o Canadá e Moçambique. Agora, conseguimos aumentar essa solidariedade através da disponibilização de um centro de saúde, numa comunidade que se tem vindo a preparar para a sua chegada – através do trabalho a longo prazo da promoção da saúde e da organização comunitária– ao longo de todos esses anos.

Alta prioridade para fazer avançar a construção pelos Dr. António Tanda e Horácio Mandevo

Um agradecimento muito caloroso a todos os que têm feito parte da parceria entre a Universidade de Saskatchewan e Moçambique. Cada um de vós desempenhou um papel importante para chegarmos a este ponto. Viva!